terça-feira, 7 de outubro de 2014

TERRORISTAS BRASILEIROS LUTAM NA RÚSSIA!





Black Bloc de saias


Rafael Lusvarghi, de kilt: acusado de associação criminosa – Avener Prado/Folhapress

O que parece ser uma cicatriz do lado esquerdo do rosto. Só parece: o falso machucado foi feito no último dia 17/06, enquanto o Brasil jogava contra o México, em um estúdio de tatuagem em Jundiaí, na Grande São Paulo. A técnica é chamada de escarificação e consiste em criar na pele um corte milimetricamente desenhado na base do bisturi. Para fazê-lo, Lusvarghi inspirou-se nos games: ele é fã do jogo God of War e queria uma marca no rosto igual à do personagem Kratos, o fortão espartano que protagoniza a saga. Aos amigos, contou que nas diversas brigas que arranjou nunca conseguiu um machucado que marcasse seu rosto – apenas sinais no pulso e num dos dedos.


O DIÁLOGO DE DILMA COM O TERRORISMO

Por Rafael Lusvargui

Basta estar apto física e psicologicamente, ter passaporte, comprar a passagem pra Moscou e ter mais uns 200 dólares no bolso. Eu mesmo vim com menos.

já estamos criando um grupo de combate de língua portuguesa, e o treinamento nos moldes infantaria OTAN é feito aqui. Ninguém vai ao combate despreparado.

Voluntários!!!

Para informação do que se passa aqui e melhor tomar sua decisão, add essas páginas:

Vale lembrar que não há nenhum tipo de pagamento, e que as despesas até chegar em Novorossyia são inteiramente por parte do voluntario.

Uma vez aqui, alimentação, fardamento e equipamento são por nossa conta.
Recomendo porem que tragam calça(1), gandola(1), coturno, luva, protetor auricular(2), balaclava e boas meias(o máximo possível).
Não se preocupe com idioma, o português é bem falado por aqui.

Mas se estiver no alcance de vocês, recomendo a aquisição de um tradutor portátil visto o enorme numero de voluntários de todos os países que vem ajudar o povo do Donbass, assim poderiam se comunicar mais fácil com todos os camaradas sem dependerem de tradutores.

Vale lembrar que apesar de não recebermos retorno financeiro, e sacrificarmos nosso convívio familiar, social, nossos trabalhos, com o risco de sacrificarmos nossa própria vida, a honra e a gloria de ajudar um povo na sua luta legitima por sua liberdade e a luta contra o imperialismo Atlantis Americano, a luta politica pelas bases politicas de grandes homens como Mozgovoi, Strelkov e Dugin, enfim, a luta por um mundo melhor, ficará para história e é algo impar e incomparavelmente gratificante.

Viva Vitória! Viva Novorossyia! BRASIL!







Brasileiro preso em protesto de Black Blocs se junta a rebeldes pró-Rússia






























Rafael Lusvargui decidiu sair do Brasil depois de ficar 45 dias preso por envolvimento em um protesto na abertura da Copa do Mundo. Agora, o ex-professor de inglês é soldado das forças pró-Rússia na Ucrânia. A reportagem é de Darlisson Dutra.



ESTUDANTE BRASILEIRO MORRE EM LAGO CONGELADO NA RÚSSIA
04/01/2012 21h45 - Atualizado em 05/01/2012 20h05

Henrique Vasques, de 21 anos, patinava em lago quando gelo se rompeu. Segundo Itamaraty, feriado está atrasando traslado do corpo ao Brasil.

O estudante Henrique Vasques, que cursava medicina na Rússia (Foto: Reprodução / Arquivo
pessoal)

Um estudante brasileiro que cursava medicina na Rússia morreu na última segunda-feira (2) quando patinava com um amigo num lago congelado na cidade de Kursk, a 456 km de Moscou.
O paulistano Henrique Vasques de Haro, de 20 anos, já estava voltando para casa quando, segundo amigos, o gelo se rompeu. Ele e o também brasileiro Rafael Lusvargui caíram na água e tentaram nadar até a borda.
De acordo com Jemerson Fabio Gomes de Souza, amigo dos brasileiros, um policial que passava pelo local ajudou a retirar os dois da água. Rafael foi hospitalizado mas Henrique, que já estava inconsciente devido ao frio, não resistiu.
Segundo Jemerson, a família enfrenta agora a burocracia para repatriar o corpo do estudante, que era ex-tenente de Cavalaria no Brasil. “Estamos tentando intermediar a situação, mas está cada vez mais difícil, aumentando ainda mais o sofrimento da família, que recebe notícias divergentes”, relata.
A assessoria de imprensa do Itamaraty informa que a embaixada brasileira em Moscou está em contato com autoridades russas para providenciar a repatriação do corpo do estudante. O problema, segundo a assessoria, é que a expedição de alguns documentos necessários, como o atestado de óbito, tem demorado devido ao feriado de Ano Novo, que na Rússia se estende até o dia 9.

25/09/2014 às 21:37

Black bloc: da sainha cute-cute ao fuzil e aos tanques na Ucrânia

Vocês se lembram deste rapaz?
black block de saia
O nome dele é Rafael Lusvarghi. No dia 23 de junho, ele foi preso pela Polícia de São Paulo, acusado de integrar a turma dos black blocs, aqueles delinquentes que saem quebrando tudo por aí para, segundo dizem, contestar o capitalismo.
No dia 12 daquele mês, já havia sido detido pela polícia numa manifestação de rua, como a gente vê abaixo. O rapaz faz a linha “fortão”. Setores da imprensa caíram de amores por ele. Afinal, parecia tão inocente…
Black bloc no protesto
Houve até quem o considerasse um esteta. Ao ser preso pela segunda vez, tinha uma cicatriz no rosto. Marca da “luta”? Não! Como informou a VEJA, então, o falso machucado fora feito no dia 17 de junho, enquanto o Brasil jogava contra o México, em um estúdio de tatuagem em Jundiaí, na Grande São Paulo. A técnica é chamada de escarificação e consiste em criar na pele um corte milimetricamente desenhado na base do bisturi. Vejam.
black bloc escarificação
Lusvarghi cansou de brincadeirinhas de moleque truculento. Tudo indica que ele quis emoções mais fortes, segundo informa Kleber Tomaz, no G1Vamos lá. A justiça de São Paulo o absolveu das acusações de liderar protestos com depredações portando explosivos. Além dele, o estudante Fabio Hideki Harano, que também ficou detido pelos mesmos crimes, foi inocentado. Nota à margem: Harano passou a ser tratado por certos mistificadores da imprensa como um… pensador!
Agora ao ponto. Lusvarghi diz no Facebook que já integra forças separatistas na Ucrânia. E publicou fotos em que aparece armado, com uniforme militar. Ele havia anunciado essa intenção no mês passado. Tudo indica que conseguiu o seu intento. Na rede social, anunciou a sua chegada à Praça Vermelha, em Moscou, e se disse grato àqueles que tornaram isso possível. Abaixo, ele aparece à frente de um tanque e com um fuzil nas mãos, já em território ucraniado. Ele também ganhou um nome de guerra: “Rafael Fernandovich Marques Lusvarghi (Cachaça)”.
Black bloc na Rússia
Black bloc na Rússia 2
Segundo informa o G1, Rafael já tinha viajado antes à Rússia: “Lá, estudou administração, onde ganhou de um professor o apelido de Riurik Varyag Volkovich, da dinastia Rurik. Tentou entrar para o Exército russo, mas não conseguiu e voltou à América do Sul. Contou ter entrado no território colombiano, onde ingressou nas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).”
Assim, meus caros, não se espantem ao saber que há pelo menos dois mil combatentes ocidentais nas fileiras do Estado Islâmico. A demência política não distingue céu, não é mesmo?
Os que, por aqui, decidiram tratar este rapaz como um sonhador inofensivo se dão conta, agora, da estupidez.
Por Reinaldo Azevedo
 
Esses camaradas são os maiores propagadores do comunismo no mundo (aqui)

Osvaldo Aires Bade Comentários Bem Roubados na "Socialização" - Estou entre os 80 milhões  Me Adicione no Facebook 

15 comentários:

  1. Não são terroristas terroristas são os caras do oriente médio extremistas fanáticos esses da Ucrânia e voluntários de outros países são soldados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Soldados de um regime que pratica o terror então são terroristas.

      Excluir
  2. kkkk lá ele vai chupar as bolas do Putin, igual a Dilma Roscoff fez aqui no Brasil. A família pagou a viajem para colocar ele bem longe daqui porque ninguém aguentava mais o xarope. Vai encher o saco em outra freguesia!

    ResponderExcluir
  3. O que a Dilma tem a ver com tudo isso? O passado dela?! Por favor!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ora vai tomar no cu antes que eu me esqueça seu verme quadrilheiro.
      As escolas e todas as instituições brasileira só ensinam bandidagem para as crianças.
      Com relação a esse conflito, em particular, a filha da puta da Dilma ficou a favor da Rússia.
      Faz o seguinte seu filhote de "Jean Uiles" com Marilena Chaui enfia o anão diplomático bem no meio do teu cu.
      Vai te fuder e não aparece mais por aqui

      Excluir
    2. amigo, perdoe me a ignorância (desconhecimento), mas qual o real motivo de muitos irem a esse local para realizar combates de guerra a favor da russia?? se me for possivel, agradeço a sua resposta, ok!

      Excluir
    3. Osvaldo bandidagem e ensinada nas escolas por causa de nosso patrono! que por sinal foi muito bem homenageado! onde no ENEM 500mil pessoas zeraram a redação PAULO FREIRE e rei! voce falou tudo!

      Excluir
  4. Parabéns pelo grande amor demonstrado por essa família pelo bosta revolucionário do PT. Em breve a família vai trazer de volta o resto dele, isso se não for enterrado por lá como um cão.
    Lixo humano monte de esterco!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. cambada de burros do caralho imperialismo americano! kkkkkkkkkk quanto cliché já lido! cliché e de praxe de comunista!

      Excluir
  5. Uhhh que bravinha a Osvalda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Jean Uiles", é você mona parasita do Estado brasileiro?

      Excluir
  6. O Decreto da Presidência da República do Brasil № 5.938, de 19 de outubro de 2006 que promulgou o Tratado de Extradição entre a República Federativa do Brasil e Ucrânia, celebrado em Brasília, em 21 de outubro de 2003 estabelece a definição do terrorismo: “o atentado contra pessoas ou bens cometidos mediante o emprego de bombas, granadas, foguetes, minas, armas de fogo, explosivos ou dispositivos similares”: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2006/Decreto/D5938.htm

    ResponderExcluir